Intubada três vezes, com AVC e 30 dias no CTI, babá vence Covid em MS: ‘Só queria voltar para casa’

Intubada três vezes, com AVC e 30 dias no CTI, babá vence Covid em MS: ‘Só queria voltar para casa’

A babá Cristiane Campos Mendonça, de 39 anos, ficou 30 dias em um leito de Centro de Terapia Intensiva (CTI), em Campo Grande, precisou ser intubada três vezes, teve paradas cardíacas e ainda sofreu um acidente vascular cerebral (AVC) por conta de complicações da Covid-19. Atualmente, após vencer a doença, e em casa, ainda é rodeada pelas sombras do novo coronavírus devido à algumas sequelas.

“Perdi 18 quilos, estou ficando quase careca e praticamente não mexo o lado esquerdo do meu rosto por conta da AVC. Foram os dias mais difíceis da minha vida e eu só queria voltar para casa”, explicou ao G1.

Segundo Cristiane, no dia 13 de dezembro, quando apresentou os primeiros sintomas como tosse e febre, procurou uma unidade de saúde já com o resultado positivo da Covid-19. Em menos de 24 horas foi encaminhada para o Hospital Regional e depois, para o Hospital do Pênfigo – onde ficou 52 dias internada até receber alta no dia 4 de fevereiro.

“Foi tudo muito rápido. Em um dia dei entrada em uma unidade de saúde, depois já fui encaminhada para o hospital e desse dia em diante, minha vida nunca mais foi a mesma”, contou.

Ainda de acordo com a babá, que antes de ser contaminada, foi diagnosticada com diabetes, afirma que não imaginava o que iria enfrentar e ressalta, que mesmo estando alegre hoje, ainda tem um forte sentimento de tristeza por não conseguir voltar a normalidade.

Cristiane reforça gratidão pela equipe médica e de enfermeiros durante internação. — Foto: Arquivo pessoal

Cristiane reforça gratidão pela equipe médica e de enfermeiros durante internação. — Foto: Arquivo pessoal

“Estou tendo aquele misto de emoções. Ao mesmo tempo que estou feliz por estar viva, tem hora que bate aquela tristeza. Eu mal consigo ficar de pé. As vezes falta força e ar e ,nem no salão de beleza posso ir mais. Umas das sequelas é que meu cabelo está caindo muito e estou ficando quase careca”, lamenta.

Apesar dos momentos difíceis, Cristiane destaca o trabalho de toda equipe médica e principalmente dos enfermeiros, que segundo ela, tem feito um trabalho brilhante no processo de recuperação de cada paciente com Covid.

“Quando acordei pude conhecer um pouco das pessoas que cuidaram tão bem de mim. Sou imensamente grata e sempre quando posso, mando algum bolo ou algo que eles gostem como uma pequena forma de agradecimento”, relembra.

Cristiane alerta para os cuidados necessários na qual muita gente ainda não se atentou para barrar o avanço do novo coronavírus. A babá reforça ainda sobre as constantes festas clandestinas que acontecem pela cidade e que “se os jovens que frequentam esses eventos, precisam ter um pouco mais de noção da atual realidade da pandemia”, e acrescentou ainda:

“Tem gente que ainda não se atentou com consciência sobre essa doença que é terrivelmente grave. Esse vírus veio para mostrar que não somos nada. Ele afeta praticamente todos os nossos órgãos e até os médicos estão aprendendo como tratar esses casos. É uma verdadeira roleta russa, pois tem muita gente que não tem nenhuma cormorbidade, no final acaba sofrendo muito”, finaliza.

Fonte: G1

Maria Odete

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.