fbpx

Casal comove ao anunciar adoção com carta inspirada em Harry Potter

Casal comove ao anunciar adoção com carta inspirada em Harry Potter

Um casal resolveu usar uma paixão em comum – a série de livros e filmes Harry Potter – para anunciar ao filho que a adoção havia dado certo e que ele finalmente iria para casa com eles, em Mesquita, no Rio de Janeiro. O pequeno Alexandre, de 9 anos, recebeu uma carta baseada na que foi enviada ao protagonista da obra, quando ele foi convidado para estudar em Hogwarts. Nesse caso, a escola mágica é a casa de Patrique Carvalho e Maycon Oliveira, que finalizaram o processo de adoção na última segunda-feira (8).

“Temos o prazer de informar que você tem uma vaga garantida em uma casa cheia de muito amor e carinho, livros, brinquedos, videogames, aventuras gastronômicas, e com dois pais super ansiosos que te amam muito! Tudo que você precisa é arrumar sua mala com seus itens necessários. A sua jornada cheia de magia começa no dia 9 de fevereiro de 2021!”, diz a carta que o casal entregou ao filho. Um vídeo que mostra o momento em que Alexandre lê o recado comoveu internautas nas redes sociais.

https://www.facebook.com/100002544788337/videos/3825939367500852/

Alexandre foi morar na nova casa na terça-feira (9), mas a relação dele com Patrique já era antiga: o cabeleireiro já havia cuidado do garoto desde o seu nascimento, por vários anos, mas acabou sendo proibido de vê-lo pela família biológica da criança. Depois de algum tempo, essa família foi destituída do seu poder familiar pela Justiça e Patrique pôde voltar a vê-lo, até que foi chamado para adotá-lo oficialmente.

Hoje, há menos uma semana em casa, o garoto já assistiu ao primeiro filme da saga Harry Potter, e já até fez o teste para saber a qual “casa” de Hogwarts ele pertence: lufa-lufa, de acordo com o pai, que é fã e tem referências à série tatuadas no braço.

História antiga

Ao BHAZ, Patrique Carvalho, de 32 anos, conta que Alexandre já havia morado com ele antes. O cabeleireiro explica que nunca teve uma relação afetiva com o próprio pai, que, há nove anos, teve um filho com uma mulher. O pai tinha câncer e a mãe tinha problemas psicológicos, então Patrique resolveu cuidar da criança, que era, tecnicamente, seu meio-irmão.

“Ele ficou alguns anos direto comigo, desde o nascimento. Depois, o câncer do pai agravou, e ele morreu em 2015. O Alexandre ficou mais um ano comigo, mas depois tive que devolver para a mãe e alguns parentes. Ele passou anos morando com essa família, mas enfrentava problemas sérios com eles”, conta ele. Foi só depois desse tempo, em que Patrique chegou a ser proibido de visitar Alexandre por essas pessoas, que a Justiça destituiu o poder familiar dos parentes biológicos e o garoto foi para um abrigo, no final de outubro de 2020.

Patrique e Alexandre
Patrique cuidava de Alexandre desde que ele nasceu (Patrique Carvalho/Arquivo pessoal)

“As ‘tias’ do abrigo ficaram sabendo que nós já tínhamos essa relação, e me ligaram perguntando se eu tinha interesse em adotá-lo, enfrentar todo esse processo, e nós aceitamos. Como já tinha acontecido a destituição do poder familiar, que costuma ser o processo mais longo da adoção, foi tudo mais rápido”, explica.

Adoção

Patrique conversou com o marido, Maycon Oliveira, de 25, que também ficou empolgado para levar Alexandre para casa e se tornar, oficialmente, pai dele. O casal foi ao abrigo e contou a história aos responsáveis, mostrando fotos antigas e pertences do garoto, que também já tinha a memória afetiva de ter sido criado com Patrique e já o chamava de pai.

“No nosso reencontro no ano passado, choramos bastante. Na segunda-feira, saiu a documentação autorizando a adoção, e pedimos que o pessoal do abrigo não contasse para ele para que fizéssemos a surpresa. Na terça, levamos a cartinha do Harry Potter, e a reação dele foi a que apareceu no vídeo”, conta o pai.

Patrique conta, ainda, que Alexandre está se adaptando muito bem à nova casa e à família. “Ele está se acostumando com o outro pai, mas já estão se dando muito bem. Está tudo maravilhoso, ele joga videogame, gosta de plantar, vemos filmes e séries juntos… Agora, estamos deixando ele desabafar, escutando o que ele tem a dizer sobre o que aconteceu nos últimos anos com os parentes biológicos. Precisamos entender isso e fazer com que ele não guarde mágoas”, diz.

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=3836893436405445&set=a.328451093916381&type=3

“Estamos muito felizes”, finaliza.

Fonte: Bhaz

Maria Odete

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *