fbpx

Irmãos separados ainda bebês se encontram após 50 anos

Irmãos separados ainda bebês se encontram após 50 anos

Três irmãos biológicos, separados quando eram bebês, se reencontraram após 50 anos. Eles foram adotados por famílias diferentes.

A mãe biológica ficou apenas com Moira Tonge, hoje com 52 anos. Caroline Byass, de 59, e Steve Austin, 55, foram adotados por desconhecidos logo que nasceram e não sabiam da existência um do outro.

O reencontro deles aconteceu depois de muita pesquisa e do apoio de um programa de televisão da Inglaterra. E como não dá para recuperar o tempo perdido, agora eles querem aproveitar cada instantes juntos.

A busca pela família

Quando tinha 20 anos, Steve quis conhecer a mãe e iniciou uma busca intensa por ela. Na época, ele sabia apenas o nome: Mavis Eglington.

O irmão do meio então passou a pesquisar nas listas telefônicas de diversas cidades do país, quando encontrou a irmã mais nova, Moira.

Os dois irmãos se encontraram e, nos últimos 30 anos viveram como família. No entanto, foi em 2020, quando a mãe deles faleceu, que a notícia de uma nova irmã surgiu.

Steve e Moira ouviram de alguns parentes que havia mais uma menina, que também tinha sido dada para adoção quando bebê.

Ajuda da mídia

Os irmãos procuraram o programa Steve Long Lost Family da ITV, que conseguiu encontrar Caroline.

Ela é a irmã mais velha e contou que nunca soube da existência da família. Caroline foi criada pelos pais, que contaram sobre a adoção, mas não sabiam do paradeiro e nem do nome da mãe biológica da filha.

Ela conta que a descoberta foi um misto de sentimentos. “Não há adjetivos suficientes para descrever o que eu senti – medo, entusiasmo e honra de que alguém fosse tão longe para me encontrar”, explica Caroline.

Ela também explicou que nunca se encaixou na família, mesmo eles sendo muito legais. “Eu vivi toda a minha vida sem me parecer com ninguém, então é estranho agora saber que pertenço a algum lugar”, concluiu.

Irmãos se encontram após 50 anos- Foto: The Mirror
Irmãos se encontram após 50 anos- Foto: The Mirror

Com informações de The Mirror

Espalhe notícia boa!

Maria Odete

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *