fbpx

Mesmo sem entender nada de tecnologia, senhor de 92 anos não quer largar universidade

Mesmo sem entender nada de tecnologia, senhor de 92 anos não quer largar universidade

Por causa da pandemia, as aulas estão sendo pela internet e mesmo sem saber mexer no computador, ele prometeu que não vai desistir e vai terminar os estudos.

O senhor Carlos tem o sonho de ser arquiteto, mas a pandemia o forçou a ter aulas online. Ele não se dá muito bem com a tecnologia, no entanto, isso não é um impedimento para que ele realize o seu desejo. Nunca é tarde.

Embora seja preciso muito sacrifício, aos poucos e com paciência o senhor Carlos vai conseguindo. Ele não se dá bem nada bem com o computador, principalmente por causa de suas doenças, mas decidiu seguir em frente e terminar sua carreira à qualquer custo.

Foto por Leonardo Rodrigues/G1

Sua aventura começou em 2018, quando ele fez o exame e ingressou no curso de arquitetura e planejamento urbano. Era extremamente complexo, pois ele já tinha 90 anos na época.

“A cabeça está aprendendo a aprender. Você para de estudar e sua cabeça fica um pouco rígida, mas seu cérebro funciona bem. Se não der certo, você está morto.” disse Carlos ao G1

“Quando você fica velho demais, sem profissão, você consegue. Quando deixei o exército aos 19 anos e não tinha profissão, consegui um emprego na Daerp e aprendi a desenhar lá. Eu me sinto bem com esse grupo, na aula. Os meninos também me tratam bem, são bons filhos. Era meio estranho no meio da aula, porque você vê jovens de 20 anos. Todo mundo queria falar comigo, eles me cumprimentaram. Agora, o problema está indo bem, estou mais relaxado. Os assuntos que eles estão aprendendo eu já conheço. Eu posso ir um pouco mais longe.” contou o senhor Carlos sobre o seu prazer e de aprender e a capacidade de desenhar.

Mas daí veio a pandemia e a tecnologia, totalmente acessível para os mais jovens, se tornou um obstáculo para o senhor Carlos.

Foto por Leonardo Rodrigues/G1

“Isso vai acontecer. Temos que manter a rotina em casa e manter nossa mente funcionando. Há momentos em que você deseja desacelerar seus estudos, mas o desejo de continuar é maior. Para entrar no sistema de videoconferência, minha neta está me ensinando um pouco todos os dias.” contou.

O avô de 92 anos tem uma linda família que o apoia, incentiva e ensina no que pode, principalmente para o uso do computador.

O senhor Carlos é um exemplo de várias formas. Precisamos aprender muito com ele. Que força, que persistência!

Fonte: A Soma de Todos os Afetos

Maria Odete

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *