fbpx

Todos os dias, cachorrinha agradece a motorista de ônibus por trazer seu irmãozinho para casa

Todos os dias, cachorrinha agradece a motorista de ônibus por trazer seu irmãozinho para casa

Lucy é uma cadela da raça pit bull conhecida por sua sociabilidade e jeitão amigável com outras pessoas, inclusive as não tão conhecidas. Lucy adora socializar com gente nova, mas nem sempre foi assim.

De início, a cachorrinha era muito introspectiva e demorou um tanto para se adaptar ao lar e seus integrantes, inclusive seu irmão humano, tão introspectivo quanto ela.

“Meu filho tem 5 anos e é autista não-verbal”, disse Miranda Peterson, a mãe de Lucy, ao portal The Dodo. “Ele tem transtorno do espectro do autismo e foi oficialmente diagnosticado alguns meses depois de termos Lucy. Ele NÃO gostou dela durante o primeiro ano de sua vida. Acho que foi uma mudança brusca demais para ele, e ele não gostava que ela ficasse em seu espaço pessoal. ”

Lucy sentiu que seu irmão precisava de um pouco mais de tempo para se aquecer com ela, e ela se tornou ótima em dar a ele seu espaço. Eventualmente, porém, eles encontraram uma atividade que os ajudou a se relacionar.

“Há alguns meses, meu marido começou a levar nosso filho para uma caminhada diária depois que ele terminou seu dia de trabalho”, disse Peterson.

“Meu filho adora estar ao ar livre, então ele gostou muito. Meu marido trouxe Lucy também, e então isso se tornou uma coisa cotidiana. Não importa o tempo, os três vão dar um passeio. O passeio diário ajudou meu filho a se relacionar com Lucy, então agora ele adora brincar de buscar com ela, derramando comida em sua tigela todos os dias e ocasionalmente vai acariciá-la”, complementou.

Nos últimos meses, Lucy tem estado sempre passeando ou na companhia de seu irmão, e em algum momento isso começou a incluir esperar o ônibus chegar todos os dias.

Foi apenas mais uma oportunidade para Lucy se relacionar com o menino, e foi assim que ela acabou conhecendo o motorista do ônibus. “Um dia ela correu para dentro do ônibus para seguir o seu irmão e foi então que conheceu oficialmente o motorista”, disse Peterson.

“Então, todos os dias, ele desce alguns degraus do ônibus para que Lucy fosse cumprimentá-lo.”

O motorista do ônibus disse a Peterson que ele era um grande fã de pit bulls, então ficou animado em conhecer Lucy.

Nos dias seguintes, dizer ‘olá’ para o condutor passou a fazer parte da rotina de Lucy. Ela sai com o irmão pela manhã, vai com ele para a entrada do veículo, late para o motorista e volta para casa.

Em seguida, espera o dia todo o ônibus voltar, corre para fora, cumprimenta o menino e diz ‘oi’ para o motorista de seu ônibus favorito novamente. É a parte preferida do dia dela, e ela nunca perde isso por nada. Legal, né?

Claro, esperar o dia todo até que seu irmão e o motorista voltem pode ser um pouco entediante, mas Lucy não se importa. Nesse ponto, ela sabe quando o ônibus está chegando perto de casa e fica muito animada a cada vez.

“Ela é como um pequeno despertador e me avisa quando o ônibus está lá fora”, disse Peterson. “Ela imediatamente começa a choramingar e espera na porta. Sempre peço a ela que espere (por causa das boas maneiras) até que o motorista do ônibus ajude meu filho a descer e, assim que eu disser: ‘OK’, ela corre até ele para pegar um bichinho rápido e depois volta correndo para mim como se estivesse me dizendo: ‘Mãe! Ele está aqui! É ele mesmo! ‘ Então ela volta para buscar animais de estimação mais longos”, completou a mamãe.

Fonte: Catioro Reflexivo

Maria Odete

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *